Suplementos de proteína em todos os alimentos?

A alimentação está muito influenciada por modas e por publicidade comercial, mas é a evidência científica que tem que ditar as normas. Durante muito tempo as gorduras eram todas de má qualidade logo, os carboidratos também eram todos de má qualidade, mas a evidência científica encarregou-se de mostrar o contrário. Hoje em dia, já existem gorduras e carboidratos complexos de boa qualidade.
Cada vez mais os alimentos são suplementados com proteína, mas na verdade tanto o defeito como o excesso são prejudiciais à saúde.
Desta forma, siga uma alimentação variada e equilibrada e aconselhe-se por um professional credenciado, nutricionista ou médico com formação específica nesse campo.

Marque uma Consulta Onine >

Por que razão nos devemos hidratar?

Para garantirmos o bom funcionamento do nosso organismo, devemos seguir uma dieta saudável, variada e equilibrada, e praticar exercício físico moderado, de forma constante. No entanto, estes dois fatores não são suficientes. É necessário que nos mantenhamos hidratados, da forma adequada.

Algumas curiosidades sobre a água:
• A palavra “hidratação” provém do grego “hydros”, que significa “água”;
• O nosso cérebro é composto por 90% de água;
• O sangue, por 83% de água;
• A massa muscular, por 75%;
• A massa óssea, por 22%.
Desta forma, conseguimos entender porque é que a água é considerada um dos principais componentes do corpo humano.

Os principais beneficios da água, sāo:
1. Manter uma boa saúde, no geral;
2. Auxiliar a realização das funções vitais, de forma adequada, incluindo as cerebrais;
3. Tem uma grande importância na prática de actividade física. Evita lesões;
4. Compensar a desidratação por “golpe de calor”;
5. Evitar a retençāo de líquidos e melhorar a circulaçāo sanguínea;
6. Auxiliar a diluir e a absorver, mais facilmente, os minerais e oligoelementos necessários.

Assim, o consumo de água deve ser mantido entre 2 litros (mulheres) a 2,5 litros (homes) de água por dia e, para além disso, devemos optar por alimentos ricos em água, como por exemplo, as frutas e verduras. Devemos também evitar a cafeína, o álcool e o excesso de sal.

Os bebés , as crianças, as grávidas e os idosos são especialmente sensíveis e mais propensos à desidratação e, por isso, são as populações que devem ter mais em atenção o consumo diário de água.

Marque uma Consulta Onine >

Por que é tão fácil engordar?

Ter mais fome ou acumular mais gordura não é uma opção nem uma decisão que possamos tomar. Está muito mais ligado à nossa genética 🧬. Por isso temos que tentar compensar com exercício físico e alimentação mais leve e assim poderemos controlar a nossa tendência de engordar.
Um estudo recente e muito bem documentado concluiu que são apenas necessárias 100 quilocalorias por dia em excesso, como por exemplo, um iogurte magro e meia maçã grande, para se aumentar 4,5kg por ano.
Por isso, compense os excessos e tenha uma vida mais ativa, será mais saudável e sentir-se-á muito melhor consigo.

Marque uma Consulta Onine >

Desculpas e Dieta

É verdade que o ser humano é um animal (racional) de hábitos, mas posivelmente seja na tentativa de mudança de hábitos de vida quando mais desculpas inventamos. As mais frequentemente utilizadas para não se praticar qualquer tipo de atividade física é a falta de tempo, ou de espaço, enquanto que, relativamente ao cumprimento da dieta alimentar, as mais comuns são relacionadas, para além da mesma “falta de tempo”, com dificuldade em encontrar a comida/alimentos mais adequados.
Relativamente ao exercício físico, caminhar é o melhor exemplo de que não necessitamos de muito tempo, de um espaço específico e, muito menos, de gastar dinheiro. Podemos fazê-lo em qualquer lugar ou até enquanto estamos a falar ao telefone.
Em termos de alimentação, quando almoçamos/jantamos fora de casa, é sempre possível fazermos melhores opções. Apenas precisamos de uma proteína (carne, peixe, ovos ou qualquer proteína vegetal) e acompanhar com salada ou legumes cozidos.
Quando eu tenho pouco tempo, uma das opções mais comuns é juntar um ou dois ovos cozidos e/ou um peito de frango, embrulhá-los em folhas de alface e acompanhar com um iogurte magro ou vegetais.
Comer de forma adequada e praticar qualquer tipo de exercício físico, de forma regular, são dos fatores mais importante para se ter uma saúde adequada.

Marque uma Consulta Onine >

Alimentação, longevidade e qualidade de vida

Há muito tempo que se sabe que uma alimentação equilibrada e variada aumenta a esperança de vida, mas actualmente há muitos estudos que confirmam que, para além de aumentar a longevidade, também aumenta a qualidade de vida.
Hoje em dia aparecem doenças em jovens, com pouco mais de 20 anos, que apenas apareciam numa idade adulta tardia. Algumas delas já suspeitávamos, tal como o cancro do cólon, a diabetes, hipertensão, síndrome metabólico, fígado gordo, e outras como por exemplo, os quadros depressivos. Esta patologia, bastante frequente na atualidade, é também influenciada pela alimentação e apresenta grandes melhorias quando se pratica uma alimentação com menos alimentos ultraprocessados, açúcares livres e carnes vermelhas, e se passa a consumir mais frutas, verduras, alguns frutos secos naturais, cereais integrais, leguminosas e similares.
Ajude-se a si próprio, afaste a doença através de uma alimentação mais equilibrada.

Marque uma Consulta Onine >

Porque é que existe insuficiência de Vitamina D?

A Vitamina D é mais do que uma vitamina, é uma hormona que se sintetiza na pele, pela ação dos raios ultravioleta.
A Vitamina D-3, hormona ativa, é encontrada em alimentos de origem animal, tais como, peixes gordos, óleos de peixe, carnes, vísceras e gema do ovo.

Mas então, porque é que os seus níveis estão tão baixos, na maioria da população?
– Exposição solar limitada (a percentagem da área corporal que recebe sol é muito importante);
– Exposição solar através de um vidro;
– Elevada percentagem de gordura corporal (faz com que se acumule na gordura e não se metabolize para a forma ativa);
– Obesidade (quanto maior o grau de obesidade, menor a percentagem de Vitamina D);
– Síndromes de mal absorção intestinal;
– Causas genéticas (embora sejam raras, provocam alterações enzimáticas que não conseguem converter a Vitamina D no seu metabolito ativo);
– Patologia Hepática (por exemplo, fígado gordo);
– Patologia Renal;
– Envelhecimento cutâneo (diminui a capacidade de sintetizar Vitamina D);
– Tom de pele mais escuro (quanto maior a percentagem de melanina, menor a percentagem de Vitamina D);
– Medicação (por exemplo, corticoides; anti epiléticos; laxantes ou inibidores da absorção de gorduras, como o orlistato);
– Cirurgia Bariatrica;
– Alimentação incorreta e insuficiente.

Marque uma Consulta Onine >