O magnésio é um mediador de mais de 300 reações enzimáticas e para além disso, a sua carência pode provocar problemas de contração cardíaca, hipertensão arterial, ansiedade, diabetes, falta de memória, insónia, cãibras e até dificuldade intestinal.
Os diabéticos têm deficiência de magnésio mais facilmente e, pelo facto de fazerem uma alimentação pobre em carboidratos ou cetogénicas, aumentam ainda mais esta possibilidade.
Com défice calórico severo ou quando a alimentação não é adequada, temos que procurar fórmulas com uma boa biodisponibilidade de magnésio, como o Gluconato, Citrato ou Glicinato de Magnésio.
Uma dosagem média adequada, seriam uns 200 mg de magnésio elemental, ou seja, a quantidade de magnésio mesmo. Mas esta decisão deve sempre ter o acompanhamento do seu médico ou nutricionista.
O ideal será incluir alimentos ricos em magnésio como as Pevides de abóbora, castanha de pará, gergelim, linhaça, cajú, amendoim, amêndoas, aveia, espinafres, edamames, entre outros.

Marque uma Consulta Onine >